Filipa Maia

Instagram Feed

    7 Motivos para usares o Youtube no teu Negócio

    Youtube no Negócio

     

    Também eu demorei algum tempo até aceitar a importância do Youtube para um negócio digital e, principalmente, demorei bastante até ganhar coragem para me colocar em frente a uma câmara e começar a gravar vídeos para publicar.

     

    A parte mais surpreendente é que assim que comecei a publicar esses vídeos percebi o quão gratificante pode ser: porque gera conversas com as pessoas sobre os tópicos que nos apaixonam, porque naturalmente vamos ganhando mais confiança, por ser um desafio novo e por permitir transmitir informações e conhecimentos a mais pessoas e de uma forma diferente.

     

    Se, neste momento, estás na dúvida em relação a começar no Youtube ou não, se já pensaste em fazê-lo mas não conseguiste ainda dar o passo derradeiro, então continua a ler para ficares a conhecer os principais motivos por que acredito que deves apostar nesta plataforma em crescimento.

     

    Se preferires, podes ver o vídeo (claro!):

     

     

    1 – Mostra mais a tua personalidade

    Não há dúvidas de que conseguimos criar uma ligação mais forte com as outras pessoas quando mostramos a nossa personalidade. Quando conhecemos alguém pessoalmente, em carne e osso, é muito mais fácil de criar empatia e afinidade do que através da escrita.

     

    Na internet, o vídeo é a forma mais próxima que temos de conhecer alguém pessoalmente. É a forma mais fácil de sentirmos que aquela pessoa está ali, presente connosco. Para que as pessoas queiram trabalhar contigo ou comprar os teus produtos, é imprescindível que confiem em ti, e muito mais rapidamente vão confiar em ti se sentirem que te conhecem.

     

    Chama-se “know-like-trust factor”. Primeiro, as pessoas têm de te conhecer, depois vão gostar de ti, e apenas depois confiam em ti e aceitam trabalhar contigo. Claro que não são todos os que vão passar do “conhecer” para o “gostar” e “confiar”, mas também não precisas que todos o façam. O importante é que através do vídeo, esta sequência torna-se bem mais fácil, provável e rápida.

     

    2 – Oferece ainda mais valor

    Tens aqui mais uma forma de oferecer valor a quem te acompanha online. E já sabemos que oferecer valor é, hoje em dia, a única forma de marketing que funciona. Assim, se já ofereces conteúdo de valor aos teus seguidores num blog ou nas redes sociais, não será complicado traduzir esse conteúdo para vídeo também.

     

    Melhor ainda: este formato pode permitir-te criar conteúdos novos, que não são fáceis de executar apenas através de palavras escritas e imagens. Por exemplo, tutoriais, quer sejam digitais (mostrando o teu próprio desktop) ou de outro tipo (como vídeos de culinária), ou vídeos instrucionais, como rotinas de fitness ou mesmo conteúdos académicos.

     

    Estes conteúdos podem, ainda assim, ser partilhados também nas redes sociais ou incorporados no teu website, o que pode ser útil para manter os visitantes durante mais tempo em determinadas páginas.

     

    3 – Cria mais autoridade

    Através de conteúdos em vídeo consegues demonstrar os teus conhecimentos de uma forma altamente pessoal, e mostrar a confiança com que falas sobre os teus tópicos de atuação. Um bom profissional não tem medo de falar daquilo que sabe e isso vai notar-se nos teus vídeos.

     

    Claro que o ponto anterior, da oferta de mais valor, também contribui para o aumento da autoridade.

     

    Para além disso, o vídeo dá-te ainda mais oportunidades de engagement com as tuas pessoas. Podes fazer perguntas, e muitas pessoas gostam de responder, e depois podes usar a área de comentários para iniciares conversas com quem te acompanha. Dessas conversas até podes conseguir tirar ideias para novos conteúdos e até mesmo novos serviços e produtos que façam sentido para o teu público.

     

    4 – Alcança novas audiências

    Já sabemos que pessoas diferentes podem ter tendência para apreenderem a informação de formas diferentes. Uns são mais auditivos, outros mais visuais, alguns adoram ler artigos longos e detalhados, outros não lêem nada com mais do que 3 ou 4 frases. Com conteúdos em vídeo vais poder alcançar novos públicos, que já se encontram no Youtube a consumir conteúdos.

     

    O Youtube é o segundo maior motor de pesquisa do mundo, apenas atrás do Google e é o terceiro site com mais visitas diárias do mundo, atrás do Google e do Facebook. Por dia, são consumidas mais de mil milhões de horas de vídeo nesta plataforma (mais do que o Facebook e o Netflix combinados), e há mais de 1.5 mil milhões de utilizadores que se ligam ao Youtube todos os meses, por dia são mais de 30 milhões de utilizadores ativos. O potencial é enorme.

     

    5 – Aumenta o tráfego para o teu website e a tua lista de emails

    Aproveitando as novas audiências que vais conseguir capturar, podes sempre redirecioná-las para o teu site, através de artigos relacionados com o tópico do vídeo, por exemplo.

     

    Podes também oferecer freebies novos relacionados com o assuntos do vídeo, como incentivo para a subscrição da vossa newsletter.

     

    Tem apenas o cuidado de não fazeres isso em todos os vídeos, ou serás penalizado pelo Youtube. O objetivo deles é que as pessoas permaneçam na plataforma o máximo de tempo possível, e se estiveres constantemente a mandar as pessoas para fora do Youtube, o algoritmo vai deixar de te recomendar a novos utilizadores. Assim, sê comedido e reencaminha as pessoas para o teu site apenas a cada 5 ou 6 vídeos.

     

    6 – Conteúdo que permanece

    Ao contrário dos conteúdos tipicamente instantâneos de redes sociais como o Facebook ou o Instagram, os conteúdos do Youtube assemelham-se mais a artigos de blogs: podem continuar a ser encontrados por novos utilizadores ao longo de anos, essencialmente através de pesquisas e recomendações da própria plataforma.

     

    Claro que para que isso aconteça de forma consistente, é necessário colocar esforços no SEO dentro da plataforma, tal como fazemos nos nossos blogs para pesquisas no Google.

     

    Se utilizares a estratégia anterior para aumentar tráfego e lista de emails, este esforço de SEO vai continuar a trazer-te retorno ao longo do tempo, levando as pessoas que encontram os teus vídeos através de pesquisas, a visitarem o teu site e a subscreverem a tua newsletter.

     

    7 – É mais fácil do que parece!

    Muitas pessoas fazem “um filme” (see what I did there?) com esta coisa de filmar e editar vídeo, mas isso não é mesmo necessário. Eu já comecei há mais de um mês e rapidamente cheguei a esta conclusão: não é tão difícil como parecia à partida.

     

    Em termos de equipamentos, não é preciso ires a correr comprar uma câmara topo de gama. Hoje em dia, a maior parte dos smartphones tem câmaras com qualidade suficiente para criar conteúdo em vídeo e permitem-te começar desde logo a fazê-lo.

     

    Quanto à filmagem e ao à vontade em frente à câmara, é algo que exige prática, sim, mas rapidamente se vai apanhando o jeito. E se precisares de algumas dicas para te sentires mais confortável em frente à câmara, podes sempre consultar este artigo e o respetivo vídeo que criei sobre o assunto.

     

    Em relação à edição, para algumas pessoas pode ser a parte mais complicada, mas tens várias opções para lidar com o assunto. A maneira mais fácil, e se tiveres alguma margem para investir, será fazer o outsourcing e contratar alguém que te trate da edição.

     

    Podes também apostar em vídeos mais curtos e tentar gravar tudo num único take. Assim, apenas tens de cortar o início e o final (quando se vê que estás a ligar e a desligar a câmara) e publicar diretamente, sem grandes efeitos adicionais.

     

    Se tiveres facilidade a aprender softwares novos – é o meu caso – rapidamente conseguirás aprender a editar. Eu nunca tinha editado vídeo e o dia em que abri o primeiro software de edição foi o dia em que editei um vídeo de 13 minutos e o publiquei no Youtube. Fiz uma intro e tudo – conforme puderam ver no primeiro vídeo do canal – algo que pensei que seria super-complicado. Mas fez-se e até ficou bonitinha.

     

    O que tenho feito desde esse dia, é aprender a fazer algo novo sempre que edito mais um video. Assim, a qualidade dos meus vídeos vai melhorando com o tempo sem que eu tenha de investir muitas horas de estudo logo à cabeça.

     

     

    Por isso, não há desculpas para não apostares em vídeo se realmente achares que isso vai beneficiar o teu negócio. Posto tudo isto, eu gostava de saber o que é que ainda te está a impedir de começar no Youtube. Partilha comigo nos comentários.

     

    Dou-te 7 motivos por que deves apostar no video-marketing e usar o Youtube para potenciar o teu negócio. Lê o artigo e vê o vídeo!

     

    Dou-te 7 motivos por que deves apostar no video-marketing e usar o Youtube para potenciar o teu negócio. Lê o artigo e vê o vídeo!

    O que tens a dizer sobre isto? Deixa um comentário