Filipa Maia

Instagram Feed

    Como Gerir as Redes Sociais de Forma Mais Eficiente

    Redes sociais eficiente

     

    Quem tem um negócio ou um projeto pessoal, tipicamente despende bastante tempo a gerir as respetivas redes sociais. Para quem sente que precisa de minimizar o tempo que gasta com essas tarefas, para que possa passar mais tempo a fazer aquilo que realmente gosta no seu negócio, trago hoje uma série de estratégias para otimizarem o vosso tempo dedicado à gestão das redes sociais.

     

    Podes também ver o vídeo:

     

    1 – Estratégia e planeamento = calendário editorial

    É muito importante manter um calendário editorial que seja alvo de planeamento a médio prazo e de uma estratégia. É impossível fazer-se um planeamento decente sem uma estratégia previamente definida. Por isso, o calendário editorial é uma ferramenta essencial que permite ir planeando semanalmente ou mensalmente o que vamos publicar nas redes sociais. Com um calendário editorial bem planeado, evitamos aquele momento em que nos sentamos para publicar e ficamos a pensar “O que é que eu vou fazer hoje?”, “O que é que eu vou publicar esta semana?”. Desta forma, já temos um plano, esse plano está baseado numa estratégia e, assim, tudo se torna mais fácil.

     

    2 – Batching e agendamento de publicações

    Mas o que é isto do batching? Batching é uma palavra inglesa que traduz o conceito de juntar muitas tarefas do mesmo tipo e fazê-las todas de uma vez, no mesmo bloco de tempo. Isto pode passar por, numa única sessão de trabalho, preparar e agendar todas as publicações da página do Facebook para uma semana. Pode consistir em filmar vários vídeos para o Youtube no mesmo bloco de tempo, evitando, assim, ter de preparar cenário, tripé, câmara e outros componentes várias vezes ao longo de uma semana ou de um mês. Mesmo que não sejam tarefas que exijam preparação do local, de ferramentas ou do ambiente onde estamos a trabalhar, continua a ser vantajoso juntar várias tarefas do mesmo tipo numa só, uma vez que de cada vez que mudamos de tipo de tarefa, o nosso cérebro precisa de se adaptar e mudar o seu foco e atenção.

    Segundo os conceitos de “flow”, ou de “deep work”, quando iniciamos uma tarefa temos uns primeiros momentos em que o nosso cérebro está a adaptar-se àquela tarefa e, a partir da altura em que o nosso cérebro percebe que vai estar focado naquela tarefa durante algum tempo, ele consegue focar-se muito melhor e ter a sua atenção toda concentrada naquela tarefa. Se nós estivermos constantemente a trocar de tarefa, o nosso cérebro tem de estar a fazer esse trabalho de adaptação a cada troca, a cada mudança de tarefa e nós vamos estar a perder muita da nossa concentração.

    Claro que este batching, esta junção de várias tarefas num momento só, só é possível se acontecer primeiro o passo anterior que é o planeamento, a estratégia e um calendário editorial. Porque se não houver esse planeamento, então é impossível sentarmo-nos e prepararmos 5 publicações ou filmarmos vários vídeos para o Youtube. Por isso, o passo anterior, da estratégia, planeamento e ter um calendário editorial já definido é muito importante para depois ser possível implementar este passo.

     

    Lê também o artigo sobre as minhas ferramentas essenciais para uma melhor gestão de tempo.

     

    3 – Desligar as notificações e pré-definir intervalos de tempo para interação

    Todos nós sabemos que estar nas redes sociais não significa só fazer publicações e partilhar conteúdos. A parte mais importante das redes sociais é a interação com as outras pessoas – daí chamarem-se redes SOCIAIS. É isso que faz a diferença entre estarmos a falar PARA as pessoas, ou estarmos a falar COM as pessoas. Portanto, é muito importante respondermos aos comentários – a todos os comentários! – que deixam nas nossas redes sociais, blogs e canais, e iniciarmos conversas com outras pessoas de interesse para o nosso nicho.

    Eu não defendo, de todo, que, de cada vez que recebemos uma notificação de um comentário numa publicação, vamos lá responder. Daí a minha recomendação para desligarem mesmo as notificações, evitando a interrupção de outras tarefas importantes para o negócio, e irem consultar as redes sociais apenas quando vocês decidem que é o momento. Porque todos sabemos que, mesmo que não vamos logo responder quando entra uma notificação, só o facto de recebermos a notificação implica uma pequena distração e consequente diminuição da concentração.

    Depois de desligadas as notificações, é importante pré-agendar blocos de tempo em que vamos estar focados em dar resposta a esses comentários. Isto depende muito do negócio, do tipo de interação que têm, da quantidade de pessoas que têm a seguir-vos, mas pode ser feito diariamente, várias vezes por dia, ou então apenas algumas vezes por semana. Pode consistir, por exemplo, em bloquear meia hora por dia num horário definido por nós.

    Agora, isto da interação não consiste apenas em responder a comentários. Também envolve nós iniciarmos conversas com outras pessoas, noutras páginas (isto também ainda é algo em que estou a trabalhar e a tentar melhorar). Isto também deve ser incluído nestes blocos de tempo. Daí eu defender que estes blocos de tempo devem ter um plano. Ou seja, devemos definir uma estratégia para este bloco: saber qual é a primeira rede que vamos consultar nestes 30 minutos, e qual o plano assim que entramos nessa rede. Por exemplo, no Instagram, consultar DM’s, consultar comentários, consultar menções, tags e tudo isso e, depois, interagir com outras páginas. Depois, então, passamos para a rede social seguinte ou para o blogue ou para o Youtube, conforme faça mais sentido para a nossa estratégia. Isto tem de ser definido caso a caso, mas a ideia é não entrar neste bloco de tempo dedicado à interação às cegas e sem um plano para o que vão fazer.

     

    4 – Partilha de conteúdos longos no Facebook

    Esta estratégia é muito específica para o Facebook e para quem partilha conteúdos de um blogue ou de um canal de forma regular. Por exemplo, sempre que publicamos um artigo no nosso blog, é normal irmos partilhá-lo na nossa página do Facebook. O que algumas pessoas não sabem é que cada artigo que publicamos no blogue não deve ser partilhado no Facebook uma única vez. Os artigos podem ser repescados e repartilhados no Facebook várias vezes.

    A minha estratégia para poupar tempo com a patilha de artigos antigos no Facebook é preparar logo várias partilhas distribuídas ao longo do tempo. Assim, sempre que publico um artigo no blog, vou à página do Facebook, partilho o artigo e, logo a seguir, agendo mais 3 partilhas daquele artigo: uma para aproximadamente 1 mês depois, outra para 3 meses depois, e uma terceira para 6 meses depois (já agora, o Facebook não deixa agendar publicações com mais de 6 meses de antecedência). Claro que o texto que acompanha cada partilha vai mudando e vai-se adaptando à distância em que o artigo vai sendo partilhado. Para além disso, isto apenas funciona para conteúdos intemporais (não faz sentido fazê-lo, por exemplo, com um artigo sobre o regresso às aulas ou sobre o Natal). Mas a verdade é que num espaço de poucos minutos consigo preparar 4 publicações para o Facebook que estão espaçadas no tempo.

    Esta estratégia tem-me ajudado a poupar bastante tempo com a gestão do Facebook e se começarem a implementá-la a partir de agora, com todos os artigos que vão publicando, daqui a uns tempos vão ver que têm o vosso Facebook cheio de publicações agendadas e pouco mais tempo vão precisar de dedicar ao Facebook.

     

    5 – Uso de RSS feed reader

    Muitas vezes, partilhamos também artigos que não são nossos mas que nós acreditamos que são de interesse para o público que nos acompanha, por exemplo, artigos de jornais, revistas ou de outros criadores de conteúdo de acreditamos serem interessantes. Por isso, é preciso andar sempre à caça desses artigos para conseguirmos partilhá-los nas nossas redes sociais. A minha sugestão é que utilizem um leitor de RSS Feeds, por exemplo, o Feedly, para reunirem uma série de publicações num sítio só e, sempre que precisarem de ir buscar algumas publicações de outros sites, para partilharem nas vossas redes sociais, têm ali várias opções. Vão consultando a lista dos últimos artigos e escolhem o que faz sentido partilhar.

     

    6 – Reduzir

    Finalmente, a minha última sugestão: se nada disto funcionar, e se, mesmo implementando as 5 estratégias anteriores, continuarem a sentir que ainda estão a gastar demasiado tempo com as redes sociais, então a minha última sugestão é mesmo reduzir. Nós não temos de estar nas redes sociais todas, não temos de estar em todas as plataformas a 100% e não há nenhuma lei que nos obrigue a continuarmos em todas as redes sociais em que já estamos presentes. Portanto, se, ainda assim, sentem que estão a gastar muito tempo com redes sociais, se calhar está na hora de analisarem, olharem para os resultados que estão a obter com cada uma das redes e perceberem se faz sentido abandonarem alguma delas.

    Não há problema nenhum em abandonar, não é uma falha, provavelmente não é nada que estejam a fazer mal e, se tiverem o tempo necessário para as manter, podem continuar em todas. Mas, se realmente acham que precisam de reduzir, mais ainda, o tempo que estão a despender neste tipo de tarefas, então pode ser uma boa solução reduzir o número de redes. Se escolherem fazê-lo olhem sempre para os vossos resultados, vejam onde é que têm mais interação com as pessoas, percebam de onde é que vos chegam mais clientes, e depois escolham abandonar aquela que traz menos resultados.

     

    São estas as minhas sugestões para redução do tempo que é gasto com a gestão de redes sociais. Espero que sejam dicas úteis e que passem já a aplicar algumas. Digam-me nos comentários se há alguma que tenham achado mais interessante e que estejam a pensar implementar na vossa gestão de redes sociais. Além disso, se tiverem mais alguma dica, partilhem connosco para todos podermos otimizar ainda mais o nosso tempo

     

    São 6 dicas para te ajudar a tornar a gestão de redes sociais mais eficiente, para que percas menos tempo com esta parte do negócio.

    São 6 dicas para te ajudar a tornar a gestão de redes sociais mais eficiente, para que percas menos tempo com esta parte do negócio.

    2 Comments

    • aldina santos

      Grata! pela partilha, gostei muito. beijo de gratidão.

      • Filipa Maia

        Que bom! Muito obrigada pelo feedback, Aldina! 🙂 Beijinho

    O que tens a dizer sobre isto? Deixa um comentário