Já tens uma Newsletter? Se não tens, falta-te trabalhar a ferramenta mais importante do Marketing Online: o Email Marketing.

Email marketing

 

O que é o Email Marketing?

 

O Email Marketing consiste em enviar conteúdos – promocionais ou não – a uma lista de contactos, normalmente constituída por clientes ou potenciais clientes – ou leads. Este tipo de comunicação pode ter a regularidade que se quiser – e que verificarmos, após testes, que os nossos contactos aceitam bem – seja ela regular ou apenas ocasional sempre que tivermos algo de importante para comunicar.

 

Porque é o Email Marketing importante?

 

Imagina que tens algo de importante a comunicar aos teus contactos. Seja uma promoção, um evento, um passatempo ou qualquer outra novidade relativa ao teu negócio. Tens várias formas de entrar em contacto com eles:

  • Podes colocar a informação no teu site e esperar que eles cheguem lá sozinhos;
  • Podes colocar no site e divulgar nas redes sociais;
  • Podes colocar a informação diretamente nas redes sociais;
  • Se tiveres uma loja física podes colocar anúncios na forma de cartazes ou panfletos;
  • Podes até colocar um anúncio no jornal.

 

Qual é o grande problema de todos estes meios? É que eles não dependem apenas de ti e nenhum deles consegue garantir que vais conseguir chegar a todos os teus contactos. É inevitável que alguns acabem por ficar de fora: ou porque não vão consultar o site, não visitam regularmente a loja, não lêem o jornal e os algoritmos das redes sociais apenas vão mostrar o conteúdo a quem entenderem e podem alterar-se a qualquer momento.

 

Ter uma lista de contactos que te deram autorização explícita para os contactares por email é a única forma de teres a certeza que vais conseguir chegar até eles. É verdade que não sabemos, à partida, que todos eles vão abrir o email, mas pelo menos existem grandes probabilidades de todos passarem os olhos pelo teu assunto e pelo teu nome.

 

Como recolher contactos de potenciais clientes e enviar uma Newsletter?

 

Para conseguires ter uma lista de contactos a quem enviar as tuas Newsletters ou promoções precisarás de preparar várias coisas.

 

Terás de começar por um serviço de email que permita o envio de Newsletters – e não, o Gmail não serve! Precisas de um ESP – Email Service Provider. Há vários serviços à tua disposição, alguns pagos outros gratuitos (pelo menos até um certo número de contactos), uns que permitem maior personalização do design dos conteúdos outros que nem tanto. Deverás criar uma conta e fazer o set up de coisas como o que surgirá no espaço do remetente ou para onde serão enviadas as respostas dos teus contactos aos seus emails.

 

Depois disso, deverás preparar um formulário para introduzires no teu website (também o podes colocar em algumas redes sociais), onde os visitantes que desejem receber os teus emails vão introduzir as suas informações, dando-te assim autorização a que utilizes os seus dados para comunicações publicitárias.

 

O passo seguinte é muito importante: deverás ter algo para dar aos teus visitantes em troca da subscrição da Newsletter. Poucas pessoas te darão os seus contactos se não receberem algo de valor em troca. Este algo pode ser um produto digital e deverá ser útil para os teus visitantes e muito específico para atrair a tua buyer persona ideal. Porque não queres ter uma lista de emails gigante mas sem interesse nos teus produtos e serviços, o teu produto de oferta deverá atrair as pessoas que mais tarde terão mais interesse em tornar-se efetivamente teus clientes.

 

Podíamos ficar por aqui, mas falta um passo muito importante: depois de todos os passos anteriores deverás realmente enviar Newsletters! Muitas pessoas ignoram este passo mas se os teus visitantes subscreveram a tua Newsletter, estarão com certeza à espera de receber conteúdos nas suas caixas do correio. Por isso envia conteúdos minimamente regulares (uma vez por mês poderá ser suficiente) ou então, quando os teus contactos receberem um email teu ao fim de seis meses já nem se vão lembrar porque subscreveram aquela Newsletter. E o que vai acontecer então? Vão, obviamente, anular a subscrição e depois disso não poderás voltar a enviar-lhes conteúdos.

 

E que conteúdos podes incluir nas tuas Newsletters? Na verdade, há muitas alternativas, mas isso será assunto para um próximo artigo. Fica atento!

 

Email marketing

O que tens a dizer sobre isto? Deixa um comentário